O Tribunal criminal de Lucerna condenou um português de 29 anos a sete anos e seis meses de prisão por violação, coacção sexual múltipla, rapto e sequestro de uma prostitua. O homem também foi condenado por causa de vários delitos relacionados com drogas. Em Dezembro de 2015, o indivíduo foi com um colega ver uma prostituta num bairro de Lucerna. Ele tinha acordado com ela em fazer sexo com ele e com o seu passageiro na parte de trás do carro.

De repente, saiu do carro e empurrou a prostituta para dentro do seu carro. Segundo o acórdão do tribunal, “é evidente que a mulher estava a bater nas janelas e a gritar”. A mulher conseguiu alertar uma colega por telefone, que, por sua vez, alertou a polícia. A vítima tentou descrever o percurso do carro utilizando a sinalização rodoviária.

Perto de Buchrain, no cantão de Lucerna, o homem forçou a prosituta a fazer sexo oral, violou-a e ordenou-a a masturbar o seu colega. Os dois homens abandonaram a vítima na berma da estrada e foram-se embora. A mulher foi encontrada inconsciente e levada para o hospital.

Tráfico de droga

Durante o julgamento foi também revelado que o arguido tinha cometido vários delitos de droga em 2019, incluindo o transporte de uma quantidade total de cocaína de quase 2,3 quilos. Ele tinha adquirido a droga, cortou-a em porções e vendeu-a a vários compradores.

Para além da pena de prisão de sete anos e seis meses, o emigrante será expulso da Suíça durante dez anos. Terá também de pagar à sua vítima uma indemnização no valor de CHF 47,900. O julgamento é definitivo. Será realizado um processo separado para determinar até que ponto o passageiro foi culpado de uma infracção.