Português suspeito de ter assassinado o filho de 4 anos era alvo de um processo judicial

Barragem de Verbois (GE) onde foi encontrada a criança de 4 anos

O emigrante, que terá alegadamente assassinado o filho de quatro anos, continua em fuga. O corpo sem vida da criançã foi repescado, no último fim de semana, perto da barragem de Verbois (GE).

O alerta foi dado pela mãe da criança, que está separada do pai, ao que tudo indica, devido a violência doméstica. A mulher, lusodescendente de segunda geração, estranhou o ‘ex’ não ter entregado o filho às 19h00 de domingo, como combinado.

O homem estava a ser investigado pelas autoridades do Cantão de Genebra por insultos e ameaças. As alegadas infrações diziam respeito à mulher e não ao filho.

Publicidade

Os vizinhos e amigos de Onex (GE), onde vivia o casal, evocam uma separação no ano anterior que teria mal acabado. A ruptura terá sido muito difícil para o homem que teve grandes mudanças na sua personalidade desde do fim da relação. Divergêncas sobre a guarda do filho, o seu lugar da escolarização ou ainda questões financeiras aumentaram as tensões do casal.

Segundo infromações recolhidas junto de uma amiga da mãe, esta última tinha medo para segurança do seu filho e alertou por várias vezes o Estado confirmando que havia um processo judicial em curso.

Publicidade
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email
Share on pinterest

Outros Artigos