Suíça inaugura “Obra do Século”

Após 12 anos de obras, o túnel do Ceneri no cantão do Tessino abriu oficialmente ao tráfego esta sexta-feira com a passagem do primeiro comboio de mercadorias.

Depois da finalização do túnel de Loetschberg em 2007 e o de São Gotardo em 2016, o terceiro grande túnel veio concluir o projeto de ligar o norte da Europa a Génova (Itália) com uma ligação ferroviária direta através dos Alpes. O objetivo é desviar as mercadorias das estradas para os comboios.

“Agora o norte e o sul ficam alinhados. Em vez dos bens passarem por cima da montanha, agora podem passar através dela. Graças a este túnel temos agora uma linha de caminho-de-ferro atraente neste cantão. Aqueles que se deslocam de Bellinzona a Lugano precisam de apenas 15 minutos. É menos tempo do que demoro de casa ao escritório”, afirmou a presidente da Confederação, Simonetta Sommaruga. Durante a fase de teste, foram realizadas corridas no túnel do Monte Ceneri a uma velocidade máxima de 275 km/h.

O túnel de Ceneri foi a fase final da construção da Nova Ligação Ferroviária através dos Alpes (NLFA).
O túnel de Ceneri foi a fase final da construção da Nova Ligação Ferroviária através dos Alpes (NLFA).


A linha ferroviária de 15,4 quilómetros, agora inaugurada, é a ligação final do projeto ferroviário através dos Alpes, um projeto aprovado pelos eleitores suíços em 1992 e depois em 1994. O troço deve poder acomodar até 170 comboios de mercadorias e 180 comboios de passageiros por dia. O investimento dos três tunéis (NLFA) foi de cerca de 22.6 bilhões de francos. O túnel de base do Gotardo, com 56 km de extensão, que foi inaugurado em 2016, ainda é o túnel mais longo do mundo.

Em Camorino, a inauguração previa inicialmente a presença de 650 pessoas mas as medidas de segurança por causa da Covid-19 obrigaram à adoção de um formato reduzido. Os primeiros comboios de passageiros estão previstos para dezembro com ligações de longa distância a partir de abril de 2021.

Reportagem da Euronews

Publicidade

Mensagem da Presidente da Confederação

“A útima peça do puzzle”

Publicidade
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email
Share on pinterest

Outros Artigos