Desentendimento numa rua estreita acaba em confronto

Momento pouco habitual em Bussigny (VD): dois automobilistas estiveram frente a frente para cruzar numa rua estreita… e nenhum cedeu para recuar e deixar passar o outro. A situação ocorreu no domingo 7 de abril deste ano.

Ao início, os dois homens envolveram-se numa troca de palavras. Um dos condutores saiu do carro e foi dar um toque na cabeça do outro automobilista que era de nacionalidade portuguesa. O emigrante luso enervou-se com essa attitude e pegou num objeto afiado (cortador ou faca) assanando pelo menos um facada na zona do tórax. Enquanto o ferido estava a perder sangue em grande quantidade, o português fugiu sem chamar os socorros e terá ido à casa do filho pedindo para lhe limpar as marcas de sangue presentes no veículo. De seguida, o emigrante terá fugido para Portugal. Entretanto, o ferido estava hospitalizado “em perigo de vida” segundo consta no registo penal. As autoridades suíças não informaram sobre a nacionalidade da vítima da facada.

Publicidade

O português ficou cerca de 6 semanas em Portugal antes de voltar à Suíça onde foi de imediato apreendido por tentativa de assassinato. O homem, que está atualmente na prisão, pediu para ser libertado considerando que foi a Portugal para “aliviar a mente”. No entanto, o emigrante livrou-se do objeto afinado e da sua roupa usada no dia da agressão, dormiu num hotel antes de se juntar à família e usou o telefone da enteada para não ser localizado.

Os juízes do Cantão de Vaud rejeitaram o pedido de libertação por causa do risco de fuga para Portugal ser demasiado elevado.

Publicidade
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email
Share on pinterest

Outros Artigos