Luso-iraniano de 15 anos detido após incrível perseguição policial

Na segunda-feira, dia 6 de Julho de 2020, por volta das 21h15, a Polícia do Cantão de Vaud foi informada de que um menor de 15 anos que vive no Valais tinha levado um carro de família para Yverdon-les-Bains (VD). Avistado ao volante do carro, o jovem desobedeceu às ordens de paragem dos agentes da polícia. Depois fugiu através da cidade de Yverdon cometendo numerosas infracções graves ao Códio da Estrada. Nas suas tentativas para escapar à polícia, o jovem embateu deliberadamente num carro em marcha atrás, que seguia normalmente na sua direcção de destino.

Na Rue du Lac, uma artéria pedestre, atingiu cadeiras e mesas vazias em frente de estabelecimentos públicos e várias pessoas na rua tiveram de se afastar para evitar serem atingidas. Tendo em conta o perigo, a polícia manteve uma distância do condutor enquanto mantinha contacto visual.

O rapaz tomou então a direcção da auto-estrada a alta velocidade, cometendo numerosas infracções, atravessando linhas de segurança para ultrapassar, conduzindo na direcção errada em várias rotundas e sem respeitar os semáforos no cruzamento da Pomy.

Embora mantendo uma distância, a patrulha policial notou que este indivíduo estava a entrar na auto-estrada na direcção de Payerne. O condutor tentou fugir aos seus perseguidores, conduzindo a uma velocidade bem superior ao limite autorizado, apesar de o seu veículo ter os pneus dianteiros furados. Pouco depois do túnel de Pomy, uma patrulha chegou em reforço e ultrapassou o fugitivo e avançou à sua frente para o atrasar. O adolescente tentou passar o veículo dos agentes de polícia várias vezes, atingindo-o finalmente na traseira a baixa velocidade antes de parar no Túnel de Arrissoules. Felizmente não houve feridos.

Publicidade

O cidadão de nacionalidade iraniana e portuguesa foi levado para o quartel policial de Yverdon, onde foi colocado à disposição do Presidente do Tribunal dos Menores em serviço, que ordenou a sua encarceração num centro para menores. As investigações foram confiadas a investigadores das brigadas de trânsito da Gendarmerie vaudoise.

Esta intervenção exigiu o envolvimento de várias patrulhas da Polícia de Vaud Norte, da Gendarmerie vaudoise, da brigada canina e de uma patrulha da Gendarmerie de Friburgo.

Publicidade
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email
Share on pinterest

Outros Artigos