Ministro dos Negócios Estrangeiros abre porta a regresso dos emigrantes no verão

O Ministério dos Negócios Estrangeiros diz que o Governo está a trabalhar “afincadamente” para que os emigrantes portugueses e luso-descendentes possam voltar a Portugal no verão.

Ao contrário do que aconteceu na Páscoa, altura em que o Governo pediu para os emigrantes não virem a Portugal, esta terça-feira, em audição parlamentar, Augusto Santos Silva explicou que estão a trabalhar para conseguir essa liberdade de circulação.

“No que depender de nós, essa possibilidade, esse regresso dessas visitas está garantido”, disse Santos Silva, acrescentando que a presença dos emigrantes em Portugal “é um direito deles e será uma contribuição muito importante para o reanimar todo o nosso território, seja do ponto de vista económico, seja do ponto de vista social e cultural”.

No entanto, ressalvou o governante, para que essas viagens possam acontecer é preciso que sejam suspensas as restrições de circulação.

Publicidade

“É preciso trabalharmos em conjunto com os outros estados-membros da União Europeia para que as restrições que hoje existem na circulação no espaço Schengen possam ser levantadas até ao verão. É nisso que trabalhamos”, rematou.

Durante esta audição parlamentar, o ministro dos Negócios Estrangeiros informou ainda os deputados que, dos cerca de 5.500 pedidos de repatriamento a Portugal, durante a pandemia de Covid-19, ainda há cerca de 600 portugueses por regressar.

Publicidade
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email
Share on pinterest

Outros Artigos