Português apanhado por excesso de velocidade mentiu às autoridades

No final de outubro de 2018, um carro foi apanhado pelo radar na estrada de Bussigny em Crissier. O veículo circulava a 88 km/h na estrada limitada a 60 km/h. O proprietário do carro recebeu um formulário para preencher e indicar o nome do condutor. O proprietário, do carro, que neste caso era também o condutor, tentou enganar as autoridades suíças escrevendo : “Era a minha mãe a conduzir”. No entanto, a foto do radar revelou a mentira: era ele o condutor! Agora o português de 32 anos, residente na região, acabou por ser condenado, por denúncias caluniosas e violação das regras do trânsito, a uma multa suspensa de 150 dias, por três anos, e a uma multa de 1500 francos. Recentemente, duas gêmeas também foram condenadas, elas tentaram fazer parecer aos tribunais que era a irmã inocente que conduzia.

Publicidade
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email
Share on pinterest

Outros Artigos