Suíça: Conselho Federal acelera processo de desconfinamento

A partir do próximo sábado, os encontros de até 30 pessoas voltarão a ser permitidos. Segue-se, posteriormente a dia 6 de junho, a reabertura de cinemas, teatros, jardins zoológicos, teleférico, parques de campismo, piscinas e escolas pós-obrigatórias.

O Conselho Federal já tinha flexibilizado medidas para proteger a população contra o coronavírus no dia 27 de abril e 11 de maio. Uma vez, que se constatou que flexibilizações das medidas tomadas não conduziram a uma segunda vaga da epidemia, está prevista uma maior flexibilização e aceleração do desconfinamento para o dia 6 de Junho.

No entanto, todos os estabelecimentos e eventos acima mencionados terão de implementar planos de proteção. O cumprimento das regras de higiene e distância social de segurança continuam a ser imperativas. Caso a distância não possa ser respeitada, deve ser garantida a possibilidade de rastrear os contactos pessoais próximos, em caso de infeção, por exemplo, através da elaboração de listas de presenças.

300 pessoas a partir do dia 8 de junho

É com o fim da proibição de se reunir nos espaços públicos que se lançará e iniciará uma nova etapa. A partir deste sábado, o limite de concentração em lugares públicos, caminhos ou parques vai aumentar para 30 pessoas. No entanto, este limite vai será de curta duração, dado que a partir do dia 8 de junho, serão autorizadas concentrações com mais de 300 pessoas. Esta medida, aplica-se não só a reuniões familiares, salões, concertos, representações teatrais e exibições de filmes, mas também a encontros políticos e da sociedade civil em geral.

No dia 24 de junho, o Conselho Federal decidirá sobre os eventos que envolvam entre 300 e 1000 pessoas e sobre outras possíveis flexibilizações. No que respeita às manifestações, continuação a ser proibidas até finais de agosto, caso ultrapassem as 1.000 pessoas.

Flexibilização no desporto

Todas as competições desportivas que envolvam o contacto físico próximo e constante, tais como a luta, o judo, o boxe ou a dança de salão, devem permanecer proibidas até ao dia 6 de julho. Porém, a formação será novamente permitida a partir de 6 de junho, sem restrições quanto à dimensão do grupo. Para este tipo de desportos, a formação deve ter lugar em equipas fixas e deve ser elaborada uma lista das pessoas presentes. Por último, os campos de férias vocacionados para os jovens serão reabertos a partir do dia 6 de junho.

Atrações turísticas

No dia 6 de junho, os telesquis, os parques de campismo e as atracões turísticas, nomeadamente, as pistas de tobogã de Verão e os parques de escalada, poderão reabrir. Todas as instalações de entretenimento e lazer, como os casinos, os parques de diversões, os jardins zoológicos e botânicos, as piscinas e os centros de bem-estar (spas) podem voltar a receber pessoas. As feiras eróticas e os serviços de prostituição poderão igualmente retomar as suas atividades.

Restauração

Também nos restaurantes, a partir desta data, o limite de grupo de quatro pessoas será levantado. Atividades de lazer como o bilhar e outras diversões musicais voltarão a ser possíveis. Como referido, os estabelecimentos terão de garantir a possibilidade de rastrear os contactos, recolhendo os dados de um cliente por cada grupo. As bebidas e refeições continuarão a ser tomadas exclusivamente à mesa.

No que respeita a horários de funcionamento, os restaurantes deverão fechar à meia-noite, bem como as discotecas. As discotecas, devem manter as listas de presença e não admitir mais de 300 pessoas por noite.

Escolas pós-obrigatórias

O ensino presencial nas escolas pós-obrigatórias volta a ser autorizado a partir do dia 6 de junho, mas os cantões determinarão em que termos e condições. Podem organizar o ensino de forma flexível e continuar a utilizar o ensino à distância. A terceira fase de “relaxamento” das medidas tomadas para combater o vírus era aguardada com elevada expectativa. O Conselho Federal já tinha sido mais rápido do que o esperado, incluindo a reabertura de bares e restaurantes, bem como de museus e bibliotecas, a partir de 27 de Maio. A luz-verde dada aos serviços religiosos foi antecipada na semana passada para esta sexta-feira.

Fim do estado extraordinário

O Conselho Federal decidiu, na quarta-feira, levantar a situação extraordinária. Com o fim do estado extraordinário, os cantões recuperarão alguma autonomia. A partir do dia 19 de junho, a situação será novamente considerada como especial. “Quando o atual estado de coisas foi decidido em meados de Março, havia mais de 1.000 infeções Covid-19 por dia na Suíça. São agora cerca de 10 a 20 por dia”, disse com muita satisfação à imprensa a Presidente da Confederação, Simonetta Sommaruga.

“É agradável”, comentou a socialista. “Podemos derrotar o vírus, respeitando as regras de higiene e distância. A população pode adaptar-se a uma nova normalidade. A questão já não é saber se podemos fazer alguma coisa, mas como podemos fazê-lo”.

Resumo em francês

Resumo em alemão

Publicidade

Resumo em italiano

Resumo em inglês

Publicidade
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email
Share on pinterest

Outros Artigos