Os suíços referendaram, este domingo 9 de fevereiro 2020, a legislação que proíbe a discriminação em razão da orientação sexual, aprovada pelo parlamento federal em 2018.

A iniciativa de proibir legalmente a homofobia foi apresentada pelo deputado socialista do Valais, Mathias Reynard, que apresentou o projeto ao parlamento em 2013, tendo este aprovado a legislação em 2018.

Como esperado, a mudança na lei tem recebido mais apoio nas áreas urbanas do que nas áreas rurais.

Os comportamentos discriminatórios serão sancionados por uma pena pecuniária ou de pena privativa de liberdade que poderá ir até três anos. Assim sendo a discriminação com base na homossexualidade será considerada como um delito na lei suíça.