Suíça terá cinco vezes mais infetados do que os casos confirmados

Foto: Keystone/Martial Trezzini)
Foto: Keystone/Martial Trezzini)

De acordo com cientistas britânicos, a Suíça tem mais de 125.000 infeções de Covid-19, longe dos 26.000 casos registados oficialmente. No cantão de Genebra, não foram identificados três em cada quatro casos.

O número de casos de infeções por coronavírus na Suíça pode ser muito superior ao que foi anunciado. Isto é demonstrado pelos cálculos de um grupo de investigadores britânicos. O número real de pessoas infetadas será superior a 125 mil, ou seja, cinco vezes mais do que os 26 mil anunciados. No cantão de Genebra, apenas um em cada quatro casos terá sido registado e, no cantão de Vaud, um em cada cinco. No Valais, a percentagem desce para 18%, nos cantões de Jura, de Neuchâtel e de Friburgo, é de 15%. O Tessino tem a classificação mais baixa, com uma proporção de apenas 12% de casos detetados.

Publicidade

Embora seja difícil explicar estas diferenças entre os cantões, os jornais La Tribune de Genève e 24 Heures referem que as regiões mais afetadas têm taxas de deteção mais baixas. Pelo contrário, os cantões com um laboratório universitário que permite testes em larga escala apresentam as taxas mais elevadas. Recorde-se que, desde 15 de março, o Departeamento federal da saúde pública (OFSP/BAG) recomenda que se testem apenas as pessoas em risco. No início de abril, a regra foi flexibilizada em alguns cantões.

Até com 125.000 casos, a Suíça continua ainda longe de atingir o nível necessário para a imunização geral da população. Será preciso uma percentagem de 30 a 60% da população. Estão em curso estudos sobre o assunto em vários cantões, um dos quais em Genebra com uma amostra de 5600 pessoas. Os resultados podem ser divulgados dentro de alguns dias.

Publicidade
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email
Share on pinterest

Outros Artigos