Covid-19: Suíça impõe quarentena a viajantes oriundos de Espanha

Os viajantes que regressam de Espanha terão de se submeter a uma quarentena na Suíça. A Espanha foi acrescentada pelo Departamento Federal de Saúde Pública (OFSP/BAG) à lista de países com um risco elevado de infecção do novo coronavírus. Contudo, as Ilhas Baleares e as Ilhas Canárias não foram integradas. “Outra exceção é dada aos viajantes em trânsito por Espanha durante menos de 24 horas, como por exemplo, os viajantes que atravessam a Península Ibérica no regresso de Portugal”, como referiu Patrick Mathys, chefe da secção de crise na OFSP. Por isso, a medida não tem consquências para os emigrantes portugueses que atravessam o país de carro.

A medida entra em vigor no sábado, ou seja, a partir da meia-noite de sexta-feira, segundo anunciou o Departamento Federal dos Assuntos Internos. A taxa de contaminação para as Ilhas Baleares é de cerca de 43 por 100.000 habitantes e cerca de 6 por 100.000 para as Ilhas Canárias. Existem agora 46 países e regiões na lista de risco.

Publicidade

Guiné Equatorial, Singapura e São Tomé e Príncipe são outros dos países adicionados, esta quarta-feira, à lista de territórios, cujos passageiros necessitam de fazer quarentena aquando na entrada na Suíça. A Suíça retirou o Azerbaijão, a Rússia e os Emirados Árabes Unidos.

Desde do dia 6 de Julho, qualquer pessoa que atravesse a fronteira a partir de um estado ou território com um elevado risco de infecção deve ser colocada em quarentena durante 10 dias. Devem apresentar-se às autoridades cantonais no prazo de dois dias. As autoridades cantonais controlam o cumprimento da quarentena. Actualmente, 16.269 pessoas são afectadas por esta medida.

Publicidade
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email
Share on pinterest

Outros Artigos