O Conselho Federal não quer colocar os países mais afectados pela variante do Delta, como a Rússia ou Portugal, na lista que exige uma quarentena no regresso. Alain Berset explica que, por enquanto, a obrigação de ser vacinado ou de fazer um teste antes de embarcar no avião é uma medida suficiente. Mas o Conselheiro Federal recomenda que todas as pessoas não vacinadas não se desloquem a estes países. “Se eu não estivesse vacinado, não iria”, disse o Ministro da Saúde.