Em fevereiro deste ano, uma jovem mulher foi violada por dois homens à entrada do seu prédio em Basileia. Nesta quarta-feira, dia 26 de agosto, um emigrante português de 32 anos compareceu perante o Tribunal Penal de Basileia. Foi condenado a quatro anos e três meses de prisão por coacção sexual e violação. Para além desta condenação, será expulso da Suíça durante um período de 8 anos. No que respeita à vítima, esta será ressarcida pela quantia de 12.000 francos, como prejuízo moral.

O homem português e o seu cúmplice, um compatriota de 18 anos, tinham encontrado a vítima no elétrico 14 da cidade, levando-a para casa e agredido sexualmente na escadaria do seu edifício onde residia.

Foi através das câmaras de videovigilância, que as autoridades conseguiram verificar que após a violação, os homens fugiram em direção a Voltaplatz. Logo após os acontecimentos, os autores do crime terão revelado, durante cerca de 20 minutos, num vídeo nas redes sociais em direito, terem violado a mulher.

O português de 32 anos continuou a reclamar a sua inocência, afirmando que a vítima tinha consentido. Em relação ao jovem de 18 anos, que na altura dos acontecimentos era menor, também foi questionado. Será julgado numa data posterior. A investigação que recai sobre ele ainda não foi concluída.