Três portugueses nas reuniões secretas de Bilderberg

José Durão Barroso convidou Fernando Medina e Estela Barbot para a reunião anual do Clube Bilderberg, que decorre de 30 de maio a 2 de junho em Montreux, na Suíça. Barroso sucedeu há três anos a Francisco Pinto Balsemão na direção do Clube, cabendo-lhe a seleção dos participantes portugueses nos encontros anuais deste influente e secreto fórum internacional.

A presença do presidente da câmara de Lisboa e na linha de prováveis sucessores de António Costa na liderança do Partido Socialista, bem como o da administradora das Redes Energéticas Nacionais que ocupou o lugar de conselheira do Fundo Monetário Internacional, foi anunciada pelo próprio Clube.

Bilderberg foi fundado em 1954 para funcionar como fórum informal de discussão entre países da Europa e da América do Norte. É uma conferência anual privada estabelecida que este ano será no hotel de luxo Montreux Fairmont Palace. O hotel está rodeado de muitos seguranças e polícias. Foram também colocados muitos arbustos para impedir de ver para dentro do hotel de cinco estrelas.

Durante os oito mandatos de quatro anos em que Balsemão escolheu os participantes portugueses foi dado especial relevo aos políticos, tendo passado por lá quase todos os candidatos a primeiro-ministros ou líderes da oposição. Foi assim com António Guterres, Durão Barroso, Pedro Santana Lopes, José Sócrates, Rui Rio e António Costa. Mas também por lá passaram outros influentes da cena política e económica, de Paulo Portas a Marcelo Rebelo de Sousa, passando por António José Seguro, Teixeira dos Santos, Maria Luís Albuquerque ou Ricardo Salgado.

Entre os convidados americanos estão Jared Kushner, genro do presidente Donald Trump, Satya Nadella, CEO da Microsoft, Eric Schmidt, ex-presidente do Google, o bilionário Peter Thiel, fundador do PayPal, e o ex-secretário de Estado Henry Kissinger.

O líder do Partido Popular espanhol, Pablo Casado, a nova porta-voz do movimento Ciudadanos no Parlamento espanhol, Inés Arrimadas, e a presidente do Banco Santander, Ana Botín, figuram igualmente na listagem.

Os temas em discussão este ano incluem as alterações climáticas, o futuro da Europa e do capitalismo, o Brexit, a Rússia, a inteligência artificial, a importância do espaço e os ciberataques.

Publicidade

Todas as reuniões Bilderberg seguem a chamada ‘Chatham House Rule’, ou seja, uma regra segundo a qual quem assistir aos encontros pode falar das ideias partilhadas nos encontros, desde que não identifique quem é que as expressou.

Impossível ver a entrada do hotel com os arbustos colocados só para conferência

Publicidade
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email
Share on pinterest

Outros Artigos