Poucos dias após a divulgação dos “Luanda Leaks”, a ourivesaria suíça De Grisogono foi declarada na falência. O joalheiro de Genebra era conhecido por estar ligado à família do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos.

No entanto, a empresa comunicou não ter encontrado sucessor após meses de discussão. A decisão de fechar portas vai afectar 65 empregos na Suíça.

Segundo a ICIJ, a família dos Santos “tomou controlo de De Grisogono em 2012, graças aos fundos da sociedade pública Sodiam”.

Após as revelações sobre a Isabel dos Santos, a empresa de comercialização de diamantes (Sodiam) terá decidido não apoiar mais a marca suíça que terá causado perdas de mais de 225 milhões de dólares ao grupo angolano.