A Casa Portuguesa 2000, revendedora de produtos portugueses no cantão do Valais, acusa uma empresa de concorrência desleal. A informação foi divulgada pela a empresa acusada, GASHI International Food, na sua página Facebook. Ambas têm uma loja, com mercadorias similares, em Conthey (Valais).

O advogado da Casa Portuguesa 2000 já entrou em contacto com a GASHI International Food. Segundo os gerentes da casa lusa, o seu concorrente vende as mercadorias abaixo do custo efectivo. O avogado ameaçou apresentar uma queixa caso a GAHSI Internacional continue a vender produtos baixo preço a partir da segunda-feira, dia 3 de Maio.

Num comunicado, em resposta às acusações, a empresa ccm origens Kosovares nega agir de forma ilegal. A empresa informa que o seu “fundador é proveniente uma região pobre (ndr. do Kosovo) onde a solidariedade é vital”. É um dos motivos da “luta há mais de 20 anos para oferecer às famílias produtos de qualidade a preços acessíveis”. A empresa acrescente que “não vai desistir dessa luta”.

Para obter preços baixos, a GASHI International explica que trabalha com um número limitado de importadores e distribuidores na Suíça para “permitir oferecer preços vantajosos, sem intermediários, mas também garantindo condições profissionais de armazenamento e transporte”.

A Comunidade portuguesa na Suíça saiu em defesa da empresa de origem balcânia e agradecendo o trabalho realizado com centenas de comentários.

Chères clientes, chers clients. Notre commerce fait du bruit, et comme le dit si bien le dicton, le bonheur des uns,…

Posted by GASHI International Food on Friday, April 30, 2021