Covid-19: Apenas oito crianças foram hospitalizadas em Genebra

As crianças não são bons vectores de transmissão da covid-19, Alain Gervaix, chefe do Departamento de Mulheres, Crianças e Adolescentes dos Hospitais Universitários de Genebra (HUG), abordou o tema na “Tribune de Genève”.

Em Genebra, onde as crianças representam 18% da população, elas constituem apenas 1% a 2% das infeções pelo novo coronavírus e desenvolvem sintomas “infinitamente menos graves” do que os observados nos adultos. No total, 49 crianças foram testadas positivas no cantão, num número total de casos que excedeu 4670. Apenas oito tiveram de ser hospitalizadas, por uma duração média de três dias.


Nenhuma epidemia nas escolas

O médico salienta ainda que nem na China, nem em Itália, no auge da crise antes das medidas de confinamento, nem na Suécia, que não aplica o confinamento, “não houve relatos de mini-epidemias emanadas das escolas”. Alain Gervaix adianta ainda que “é mais provável que a transmissão ocorra de adultos para crianças do que o contrário”.

O especialista considera pouco arriscado, e portanto aceitável, colocar as crianças na escola ou nas creches, isto é, em grupos cujos membros transmitem pouco ou nada a doença e que são pouco suscetíveis de desenvolver complicações. Por outro lado, Alain Gervaix desaconselha o contacto entre crianças e idosos. “Mesmo um baixo risco num grupo de pessoas altamente vulneráveis não é aceitável.”

Publicidade
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email
Share on pinterest

Outros Artigos