Óquei de Barcelos quer manter a boa forma em Genebra

Ezequiel Mena é um dos principais reforços da formação barcelense. Foto: António Araújo

Este fim de semana, há jogos da Taça WorldSkate (equivalente à Liga Europa de futebol) de hóquei em patins. No próxima sábado, o OC Barcelos jogará em Genebra para assegurar a passagem à fase seguinte da prova.

O Óquei de Barcelos derrotou, há menos de um mês, no seu pavilhão o Genève RHC por 8-1, na primeira mão dos 16 avos de final da Taça WorldSkate de hóquei em patins. Com um pé na próxima fase, a equipa minhota deverá ter cuidado num piso pouco habitual em Portugal.

A grande ausência deverá ser Miguel Rocha, reforço vindo do SL Benfica, que lesionou-se há duas semanas frente ao Riba d’Ave. Entretanto, “Ziga” deixou o Valença para reforçar o Óquei.

Óquei de Barcelos vem mostrar a sua grande forma

Com o experiente Ricardo Silva na baliza, o Óquei de Barcelos venceu este domingo o Sporting por 5-4, impondo aos leões a primeira derrota da época e logo em casa.

Ezequiel Mena (2), Franco Ferruccio, Luís Querido e Gonçalo Meira marcaram para o Óquei Barcelos, enquanto Ferran Font (2), Toni Pérez e Raul Marín reduziram para o Sporting. Frente ao Sporting, os minhotos não poderam contar com Alvarinho e Gonçalo Nunes por serem jogadores emprestados pelo clube de Alvalade. Com uma equipa desfalcada, a turma de Paulo Pereira nunca esteve em desvantagem no encontro frente ao actual Campeão da Europa.

Ângelo Girão, na baliza do Sporting, viveu uma tarde para esquecer frente aos minhotos.

Reforços de peso

O bom momento vivido pelo OC Barcelos deve-se em grande parte às exelentes contratações. Luís Querido regressou a Barcelos após uma passagem pelo Lodi (Itália). De Oeiras vieram dois craques argentinos que são Ezequiel Mena e Franco Ferruccio. Por seu lado, Miguel Rocha veio do SL Benfica onde tinha pouco tempo de jogo.

Luís Querido regressou a Barcelos e é o capitão da equipa. Foto: António Araujo

O Genève RHC quer premiar os seus adeptos

Este ano, o clube de Genebra festeja os seus 80 anos e procura partilhar um grande momento com os seus adeptos antes do final do ano. A formação suíça, invicta no campeonato suíço, deixou uma boa impressão em Barcelos apesar da derrota por 8-1. Esta época, a equipa refoçou-se com vários regressos. Jérôme Desponds e Federico Garcia Mendez, vice-campeões do Mundo em 2007 ao serviço da seleção helvética, trouxeram a experiência que faltava. Federico, de origem argentina, esteve suspenso dois anos por ter mal reagido à agressão de um árbitro em 2017. Flávio Silva também regressou a Genebra para se juntar ao compatriota Sebastian Silva (ex-internacional pela seleção portuguesa).

Federico Garcia Mendez é um dos principais jogadores do Genève RHC.

Publicidade
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on email
Share on pinterest

Outros Artigos